09/07/2009

O FOGO DO ALTAR





A Lei do Altar


Lv 6:13 “O fogo arderá continuamente sobre o altar; e não apagará”

Introdução

Tudo quanto é referente a Deus, tanto no Velho quanto no Novo Testamento, obedece leis específicas e irreversíveis. São leis imutáveis. Regras, mandamentos. Inclusive, as bênçãos e os privilégios de Deus estão condicionados à observância dessas leis!!!

No que refere-se ao grande altar no tabernáculo dos hebreus, o qual localizava-se na entrada do pátio, animais de pequeno, médio e grande porte precisavam ser queimados diariamente sobre um feixe de lenha queimada por um fogo que, segundo a Lei Cerimonial, precisava manter-se aceso continuamente todos os dias e noites em que o tabernáculo era mantido imóvel.

O Fogo no Altar do Holocausto
Nos dias do Velho Testamento, no que refere-se às leis cerimoniais, os holocaustos que chegavam aos sacerdotes já no início da noite, ficavam sobre o altar durante toda a noite e, o fogo, até à manhã do dia seguinte, queimava-o. Pela manhã, o sacerdote dirigia-se às pressas ao altar e retirava as cinzas armazenadas durante toda a noite, colocando, em seguida, mais lenha sobre o altar. As chamas de fogo não podiam jamais apagar-se. O sacerdote sabia disto. Eles conheciam a lei do altar em relação ao fogo. Sabiam que, o mínimo descuido, poderiam ser fulminados diante de Deus assim como o foram Abiu e Nadabe. O fogo era indispensável ao altar.

Altar sem fogo era altar sem a presença de Deus.

Altar sem fogo era altar falido, acabado, em ruínas.

O fogo aceso sobre altar era a confirmação da aceitação de Deus do sacrifício recebido.

Os Três Maiores Aspectos do Altar

O altar precisa e deve possuir três aspectos espirituais simultâneos:

O Aspecto de CONCERTO.

O Aspecto de SACRIFÍCIO.

O Aspecto de FOGO.

Por quê? Porque altar fala de concerto - fala de sacrifício e fala de fogo.

Concerto diante de Deus exige a edificação de um altar.

Sacrifício diante de Deus exige a presença de um altar.

O altar, enfim, só é legitimado se nele houver fogo.

O fogo era a maior referência do altar.

ALTAR - Lugar de Comunhão com Deus.

Comunhão – do Grego: κοινονια à kinonia

Etimologias: “companheirismo, sociedade”

SOCIEDADE COM DEUS – COMPANHEIRISMO...

ALTAR: do hebraico mizbeah = “Um Lugar elevado”. O CÉU

Grego. Aproxima-te como companheiro..

Hebraico: Aproxima-te do Céu.

“O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará.”

· Era necessário haver um templo aonde o hebreu deveria dirigir-se: NOTA: o servo de Deus precisa possuir uma história com a Igreja de Jesus.

· Era necessário haver um SACERDOTE vinculado ao Templo do Senhor para receber o sacrifício do servo: NOTA: Jesus Cristo, o Sumo-sacerdote, precisa fazer parte da história da Igreja do servo, somente Ele poderá receber nosso sacrifício.

· Era necessário haver um ALTAR EDIFICADO. Tanto o Tabernáculo quanto o Templo de Salomão, mais tarde, possuíam o Grande Altar de sacrifícios queimados: NOTA: Os nossos sacrifícios a Deus devem ser o resultado da submissão do nosso espírito, da nossa alma e do nosso corpo físico, queimados na nossa própria vida. Romanos 12:1 – “ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.
· Era necessário que o sacerdote colocasse LENHA NO ALTAR. NOTA: A Lenha aponta para as glorificações do servo. Entretanto, somente Jesus Cristo deve ser a motivação única para que glorifiquemos ao Senhor, mantendo nosso altar aceso. Palavras de Jesus em João 16:14 “Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar”. Pv 26:20a “Sem lenha o fogo se apagará”.

· Era necessário que o proprietário do sacrifício o apresentasse a Deus, degolando-o com as próprias mãos, antes de sangrá-lo e entregá-lo ao sacerdote. NOTA: O servo, antes de entregar-se a Jesus como sacrifício de adoração, precisa degolar sua própria carne, sua vontade, seus desejos mundanos....DEGOLAR-SE é morrer para o pecado....Sem degola o animal não morria. O sacerdote só poderia receber o animal MORTO. O SERVO NA NOVA ALIANÇA É ESSE ANIMAL.
· Era necessário que o sacerdote colocasse O SACRIFÍCIO sobre a lenha. NOTA: A vida do servo precisa estar nos domínios das glorificações a Deus. Somente Jesus motiva-me a estar nesses domínios.
· Era necessário O CUTELO para sangrar o sacrifício. NOTA: Precisamos ser sangrados como prova de que estamos realmente mortos. CUTELO é faca. FACA é instrumento de extermínio. EXTERMÍNIO de sacrifício que agrada a Deus é cruz. CRUZ é sinônimo de domínio próprio. Gl 2:20. Sacrifício sangrado é sacrifício na cruz.

· Era necessário COLOCAR TODO O SACRIFÍCIO no altar para ser totalmente queimado.

· NOTA: TUDO QUANTO É INERENTE AO SERVO deve ser colocado em cima do altar. OS DEDOS, AS UNHAS, AS PERNAS, O CORAÇÃO....João Batista, disse: ELE VOS BATIZARÁ COM O ESPÍRITO SANTO E COM FOGO .

· O Sangue do sacrifício não podia ser jogado fora, ERA NECESSÁRIO DERRAMÁ-LO TOTALMENTE NAS BASES DO ALTAR.

· NOTA: O sangue de Cristo precisa estar literalmente aspergido nas bases da vida do servo de Deus. As bases do servo são: o espírito e a alma do mesmo. É exatamente no espírito e na alma que começa a obra de Deus na vida do servo.

· Inevitavelmente, tanto o sacerdote quanto o ofertante, sentiam o fortíssimo CHEIRO DE CARNE QUEIMADA.

· NOTA: Humildemente, os servos de Deus precisam ver o resultado positivo de seus sacrifícios em prol do Senhor. Deus, certamente, também estará vendo os resultados dos sacrifícios do servo.

· Quando o sacrifício era no Sábado Pascoal, o povo de Deus unia os seguintes elementos ao sacrifício.

· ERVAS AMARGOSAS: A vida de deserto. Lutas, vendavais....

· PÃES ASMOS: A vida descompromissada do pecado.

· VINHO: A presença do sangue de Jesus na comunhão do crente.

· UM NOVILHO: Aprendei de mim que sou MANSO.....

· UM CORDEIRO ESPECIAL DE 1 ANO DE IDADE, limpo, imaculado, perfeito, morto e assado no fogo:

o NOTA: Trata-se da presença do próprio Jesus na comunhão do crente. APÓS ASSADO NO FOGO, O SENHOR SE MANIFESTA COMO O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU.

o Uma vez que na visão de Paulo em 1 Cor 5:7 Jesus Cristo é a nossa Páscoa e, uma vez que Ele está conosco até à consumação dos séculos, esses elementos sacrificiais então precisarão estar presentes diuturnamente na vida dos servos.

· Era necessário colocar FOGO NA LENHA DO ALTAR, juntando a lenha, o fogo e o sacrifício.

· NOTA: O FOGO celestial somente virá sobre o servo quando este persistir em suas glorificações e louvores e orações....PRECISA PERSISTIR.

· Ao longe, as pessoas, ao visualizarem a fumaça e o fogo do altar aceso, sabiam que um sacrifício estava sobre o altar.

· NOTA: NA NOVA ALIANÇA, O SERVO DE PRECISA E DEVE EMITIR OS RAIOS DO SOL DA JUSTIÇA EM SUA VIDA PESSOAL ÀS PESSOAS. NÃO IMPORTA A QUE DISTÂNCIA ESTEJAM FAMÍLIAS, SOCIEDADES.... O SERVO DE DEUS PRECISA EMITIR UMA VIDA DE PROFUNDA E ÍNTIMA COMUNHÃO COM DEUS. SOL GERA FOGO.

“O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará”

Epílogo: O fogo é a maior referência do altar.

Altar sem fogo é altar sem vida.

O fogo no altar é a maior referência de Deus e da aprovação do mesmo.

Pode haver lenha e sacrifício, mas a vida do altar está no fogo.

No entanto, a base do fogo no altar é a lenha. Porém, a lenha não pode ser lenha verde, molhada, desapropriada pra fogo. É preciso ser apropriada pra fogo, para pegar fogo, juntar-se ao fogo, unir-se ao fogo, lenha seca. Não confundir lenha seca com crente seco. Lenha exposta ao sol seca-se e é esse tipo de lenha o mais apropriado para queima. O servo de Deus precisa e deve expor-se a Jesus, o Sol da Justiça. O preparo precisa começar com Jesus. É PRECISO QUE O TENHAMOS NA PRÓPRIA VIDA. Depois, é necessário que tenhamos uma vida de glorificações a Deus, isto é COLOCAR LENHA NO ALTAR.


“O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará” SE HOUVER LENHA!!!!!!


Estudos do Pr Joel Machado - Instituto Bíblico de Teologia Cristã Enom - Excelência em Teologia! 

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: