24/08/2009

A DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA
A Doutrina Do Pecado

Quem, de sã consciência, teria coragem de dizer que o pecado é inofensivo ou um negócio que se resolve com algumas dúzias de palavras? Ele é a causa de todos os distúrbios e tragédias em todos os segmentos da civilização humana: Família, Igreja, Religião, Sociedade e Nações.
1. O pecado é uma instituição maligna.
2. O pecado possui dois aspectos distintos.
3. O pecado possui natureza selvagem.
4. O pecado manifesta-se como um cancro mortal.

Estudar amartiologia é penetrar nos domínios da maior tragédia da humanidade:
“O Pecado de Adão”.
HAMARTIOLOGIA é o termo grego para identificar as expressões: “A Doutrina do Pecado” – “O Estudo do Pecado” e “A Escola do Pecado”.

A Natureza do Pecado
“Envergonhar” e “Matar” o Pecador

1; No Presente: Sua natureza manda envergonhar o pecador.
2; No Futuro: O pecador deve ser executado, morto de forma inapelável.

Nota: Diante do pecado, portanto, o crente precisa e deve ser extremista, radical.
O Pecado e Satanás vivem em sistema de cooperativa. Um coopera com o outro.
São inimigos letais, covardes, traiçoeiros, implacáveis, impiedosos.
Quando cometemos um só pecado estamos dizendo SIM, AO PECADO E AO DIABO.
Diante do pecado, a recomendação bíblica determina FUGA: 2 Tm 2:22.
O significado da palavra FUGIR procede grego αποφεύγω – apofeýgo. Etimologias:
1. Retirar-se apressadamente para escapar de alguém ou de algum perigo.
2. Afastar-se até perder de vista.
3. Afastar-se abandonando.
4. Evitar alguém ou algum perigo.
5. Livrar-se de alguém, de um fato, de coisas, objetos, etc.

Diante do Diabo, a recomendação bíblica determina RESISTÊNCIA Tg 4:7.
O significado da palavra RESISTÊNCIA revela-se satisfatoriamente através de duas palavras gregas:
Αμυνα (amyna) = Defesa contra o ataque.
Εναντίωσις (enadíosis) = oposição.
Obs: Como resistir? Em total consagração de vida.
Quando resistir? Ec 9:8.
Onde resistir? No deserto espiritual (fora do deserto prevalecerá o Diabo).
Por que resistir? Porque perder batalha espiritual que compromete a integridade moral é sinônimo pecado.

Definindo a Natureza do Pecado

Ilustrações...
Natureza de cancro mortal – vírus cancerígeno.
Natureza de doença contagiosa tipo praga, lepra.
Natureza de DEPRAVAÇÃO : O pecado estraga, danifica, corrompe, perverte, falsifica e altera para pior todos os seguimentos da vida do pecador.
Natureza DANOSA: O pecado deixa Marcas
 JESUS PERDOA atuando na alma e no espírito do homem.
 AS MARCAS DO PECADO, permanecerão no corpo físico do crente.

As Duas Expressões do Pecado

1. PECADO DE COMISSÃO:
Comissão, do grego επιτροπή.
“Ato em que se comete uma ação pecaminosa mesmo conhecendo-a como pecado”. É pecar de forma deliberada.

2. PECADO DE OMISSÃO:

Omissão, do grego παράλειψ
ις (parálipsis).
a) “Ato ou efeito de omitir a verdade bíblica àqueles que cometem pecado ou vivem na prática do pecado”.
b) “Ato ou efeito de não fazer aquilo que moral ou espiritualmente se devia fazer”.

Termos Hebraicos e Gregos Especiais

Termos Hebraicos.
chet = pecado. Etimologia: errar o alvo
chatah = pecar.
chotê = pecador.

Do grego
1) adikeõ – “praticar o mal” – “cometer injustiça” – “lesar”.
2) adikêma – “ato injusto” – “injustiça”.
3) adikia – “delito” – “iniqüidade”.
4) amartêma – “transgressão”.
5) parebanõ – “ir para o lado” – “desviar-se” – “transgredir”.
6) parabasis – “excesso” – “infração”.
7) parapiptõ – “cair ao lado de” – “errar”.
8) paraptõma – “violação” – “passo falso”.

A Divisão do Pecado em dois Grupos Teológicos

1) O ato pecaminoso de Adão. Trata-se do primeiro aspecto do pecado.
2) Os atos pecaminosos dos descendentes de Adão. Trata-se do segundo aspecto do pecado.

As Três Principais Áreas do Engano que levaram à Queda de Adão

Gn 3:6

1. O Primeiro engano de Eva foi a fome instintiva, provocada pelo diálogo com Satanás.
6A.“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos”.

2. O Segundo engano de Eva foi o desejo de grandeza, incitado por Satanás, com a idéia de obter o entendimento do bem e do mal.
6B.”...e árvore desejável para dar entendimento”.

3. O Terceiro engano de Eva foi a satisfação através dos olhos, porque aquela Árvore "era agradável aos olhos".

6C.”...tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela”.


O MALDITO SALDO DA QUEDA: AS CONSEQUÊNCIAS
1. A Consciência de uma percepção não desejada (Gn 3.6-7). Depois que o Tentador conseguiu convencê-la a desejar o fruto proibido, Eva não hesitou em pegar, comer e oferecer ao seu marido. Neste momento, abriram-se , então, os olhos de ambos (Gn 3.7). Mas o que viram foi muito diferente daquilo que Satanás havia dito que contemplariam.
2. A perspectivava de um juízo inevitável (Gn 3. 8-13) A queda foi precedida por momentos em que a imaginação e os seus sentidos foram completamente dominados pelo engano do Tentador. Isto nos ensina que a história de todas as tentações é a mesma: o objeto exterior de atração, a comoção interior da mente; o aumento e o triunfo do desejo apaixonado; terminam na degradação, escravidão e ruína da alma (Tg 1.15; l Jo 2.l6).
a. A voz de Deus (Gn 3.8). Diz a Bíblia que os dois "ouviram a voz de Deus, que andava no jardim pela viração do dia"
b. A resposta do homem à voz de Deus (Gn 3.10). O texto declara que Adão saiu do seu esconderijo, envergonhado, e confessou: "Tive medo e me escondi": Esta sensação de culpa o fez fugir de Deus. Apesar de confessar razão de sua fuga, não foi capaz nem ele, nem sua mulher; de assumir, individualmente o seu pecado.
1º ADÃO: Jogou a culpa em Eva.
2º EVA: Jogou a culpa na serpente.
3º A SERPENTE : Calou-se diante de Deus. Nunca mais voltou a falar.

A Promulgação do Juízo Redentivo no Éden
Gn 3:14-24
O Juízo Divino em Quadruplicidade
<1> a serpente <2> a mulher e <3> o homem
Primeiro: O Juízo Divino sobre a serpente. Deus não discutiu, nem dialogou com a víbora. O termo hebraico ARUR, no lugar da palavra “MALDITA”, em Gn 3:14, logicamente, significa maldito, aponta para o peso de “uma sentença jurídica”, pois a serpente foi declarada culpada, sem opção de justificação.
Segundo: O Juízo Divino não sobre Eva, e sim sobre a mulher, Gênesis 3.16. Vejamos o juízo do versículo 16 contra a mulher:
1; Dor multiplicada na gravidez. “Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição” - O ato ou efeito de conceber ou de gerar (no útero).

2; O marido como alvo maior de desejo conjugal . “...o teu desejo será para o teu marido”.

3; Dominada pelo marido na Sociedade Conjugal. “...e ele te dominará”.

Terceiro: O Juízo divino contra a terra. Gn 3:17. Maldita é a terra.

Quarto: O Juízo Divino contra o homem .

1; A Maldição da terra por ele pisada e usada para plantação de sementes e extração de frutos.
2; A manifestação de ervas danosas misturadas à erva alimentar.
3; Esforço físico, dores e suor na busca diária por recursos alimentares.
4; A Morte Física.

Os Efeitos Finais do Pecado

Primeiro: O Inferno.
Depois: O Lago de Fogo e Enxofre.

CONCLUSÃO

O Salário do Pecado:

A Morte espiritual em vida física.
A Morte espiritual eterna após a morte física.

PECADO, enfim:
*É sinônimo de FRACASSO e DERROTA.
*E sinônimo de PESTE .
*SATANÁS não tem poder para afastar a pessoa de Deus, o PECADO sim, afasta o homem do Senhor.
*O PECADO é maior que Satanás. SATANÁS é uma pessoa. O PECADO, ao contrário, é um evento UNIVERSAL. Uma instituição maligna. 


Estudos do Pr Joel Machado - Instituto Bíblico de Teologia Cristã Enom - Excelência em Teologia! 
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: