29/06/2010

A Entrada Triunfal em Canaã


Entrada Triunfal em Canaã
Texto: Js 6.2
Os Três Grandes Desafios Para Adentrar em Canaã.
São eles:

1. Desafio – A Travessia do Jordão
Rio Jordão, do hebraico ירדן נהר   nahar Yarden e do grego Ιορδανης;
Jordão = “aquele que desce”
O rio da Palestina que corre desde as origens no Anti-Líbano até o mar Morto, uma distância de aproximadamente 320 km (200 milhas) e 30 m de largura variando entre 1 a 4 m de profundidade.
Quando deságua no mar morto, o Rio Jordão está a 390 a 400 m abaixo do nível do mar.
As águas do Rio Jordão são inavegáveis. O Rio Jordão é o rio com o maior declínio da Terra.
Vejamos o que diz a bíblia acerca deste assunto: Js 3.16  “Pararam-se as águas que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adã, que está da banda de Sartã; e as que desciam ao mar das Campinas, que é o mar Salgado faltavam de todo e separaram-se; então, passou o povo defronte de Jericó.
Acontecimentos como estes não podem ser chamados de milagres, pois contrariam as leis naturais. A este fato, chamamos de MARAVILHA!
A palavra “maravilha” no hebraico é מופת mowpheth ou מפת mopheth.
Etimologias:
     1) maravilha, sinal, milagre, prodígio
1a) maravilha (como uma demonstração especial do poder de Deus)
1b) sinal, símbolo (de evento futuro).

2. Desafio: O Preparo Espiritual 
3 Passos Fundamentais para a Conquista
I - A escolha de Gilgal como acampamento para reunirem-se.                                                            
Gilgal transformou-se no quartel general de Israel pós travessia do rio Jordão.
A palavra “Gilgal” em hebraico é  גלגל Guil Gâl.
Etimologia: “circulo, roda de pedras”.
Gilgal simboliza a igreja local, o quartel general de Deus na Terra.
Neste quartel general se encontra o Paiol de Deus e as munições do crente. – Ef 6.10, 11
“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do poder dEle”. Vs 10.
*Neste versículo, a palavra poder, em grego é iscuoV - ischyos.
Etimologia: Poder constituído da força de um exército.

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus”. Vs 11.
*A expressão “toda a armadura” em grego é panoplian - panoplian.
Etimologia: armadura completa; toda armadura.
Obs.: Entre os gregos, a panoplian era o equipamento usado pela infantaria fortemente armada.

II - A Circuncisão
A Expressão “aliança da circuncisão” vem do hebraico B’rit milá.
Milá vem do hebraico מול muwl e significa:
      1) circuncidar, deixar-se ser circuncidado, cortar, cortar fora
      1a) circuncidar
      1b) ser circuncidado, circuncidar-se
      1c) levar a ser circuncidado
      1d) ser cortado fora
      1e) cortar

Um hebreu só era reconhecido por Deus como hebreu verdadeiro se fosse circuncidado. Toda aquela geração que atravessou o Jordão estava sem circuncidar-se.
Da mesma forma o crente só é reconhecido como filho de Deus se nascer de novo (cortar fora a carne, o pecado, os vícios).


II - A Páscoa
Essa era a terceira vez que o povo de Israel celebrava a Pácoa. A primeira foi em Gozem antes de saírem do Egito; a segunda foi ao pé do monte Sinai um ano depois. O povo de Deus estava a exatamente trinta e nove anos sem celebrar uma Páscoa.
Durante toda sua jornada pelo deserto, Israel não celebrou nem uma Páscoa se quer. Além de incircuncisos, sem comunhão!
A Páscoa está para eles assim como a santa ceia está para nós.

3. Desafio: A Conquista da fortaleza de Jericó
Ιεριχω Ierichó de origem hebraica  יריחו
Jericó = “lugar de fragrância”
Notável cidade, onde abundavam o bálsamo, mel, cedro, mirobálano, rosas, e outros produtos aromáticos. Estava próxima da margem norte do Mar Morto, na tribo de Benjamim, entre Jerusalém e o Rio Jordão. uma cidade a 8 km (5 milhas) oeste do Jordão
     Jericó possuia muralhas acima dos 10 m de altura e 5 a 6 m de largura com uma área total medindo 32 km2.
A cidade de Jericó possuía status de monarquia. Js 6.2
“Entreguei na tua mão Jericó, o seu rei e os seus valentes”.

O número de Deus para derrubar Jericó:
7 Sacerdotes;
7 trombetas de chifre de carneiro;
7 Dias;
7 voltas no último dia.

Os 4 Pelotões em Torno de Jericó
1º Os guerreiros armados – O povo da vanguarda.
2º Os 7 sacerdotes tocando trombetas de chifres de carneiro.
A trombeta: A Palavra de Deus
O chifre: O Poder da Palavra de Deus
O carneiro: Representa Jesus na trombeta
Trombetas de chifres de carneiro: A pregação e o ensino da palavra de Deus com Poder!
Obs.: Este pelotão dá sustentação ao 3º pelotão.
3º A Arca da aliança conduzida por 4 levitas.
 Levitas: símbolo de cooperadores. Obs.: ‘A Glória de Deus não é privilégio de medalhões!’
4º O Pelotão da Retaguarda
Os guerreiros da retaguarda fazem parte do plano de Deus para derrubar muralhas. Eles também “gritaram”. O último batalhão representa os guerreiros que não aparecem. São as colunas.


Epílogo
Depois de caminhar cerca de 8 km, rodear uma cidade de 32 km2 e fazer novamente o mesmo percurso de 8 km na volta ao acampamento por sete dias, sendo que no sétimo dia teriam que rodear a cidade de Jericó sete vezes (32km2 x 7), no fim de tudo isso ainda teriam os filhos de Israel fôlego para tocarem as trombetas e gritarem?

Certamente, Deus nos dá força necessária na hora da batalha.
“Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”

http://teologiamakarios.blogspot.com
Adelson R. Buenos
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

3 comentários:

Anônimo disse...

muito bom! amei esse ensino, vocês poderiam postar mais para nós lermos! assim que poderem claro. Mais por favor continuem fazendo esse textos, vcs estão de parabéns! :)

giovani gomes disse...

louvo a Deus pela vida desse homem que ,e comprometido com o evangelho genuino.obrigado meu amigo,voce tem me ajudado muito.estes estudos tem ajudado a muitos,Deus abençoe.

Tábata Rosa disse...

Estudo maravilhoso, para honra e glória de Deus! Que Ele continue abençoando, capacitando e entregando o conhecimento revelado a cada dia mais!