08/01/2016

PARASHAT SHEMOT


PARASHAT SHEMOT


Parashat Shemot – Êxodo – 1.1 – 6.1 – “Haftará” – Isaias 27.6 – 28.13 – Nova Aliança – Lucas 20,27-44 Heb 11.23-26.

No capítulo um temos a narrativa do povo de Israel aumentando e se tornando forte numa época de paz e de tranquilidade – e o inicio de um ciclo que se repetirá ao longo da história durante milênios, a inveja se apodera do coração dos outros povos em volta e uma e outra vez vemos as tentativas de exterminar os israelitas, a repetição das persecuções…

O capítulo dois narra o nascimento de Moisés, salvo pela mão de HaShem e colocado – como antes foi José – na casa do Faraó, só que desta vez os eventos são ao contrario…Criado na riqueza e nos privilégios da casa real, Moisés deve fugir porque descobre que é parte do povo de Israel e age como tal.

Desta vez não é de pastor a príncipe – é de príncipe a pastor, fortalecendo a personalidade de Moisés, obrigado pelas circunstancias a deixar a fartura e o luxo para ir a viver uma vida difícil e humilde.

No capítulo três, versículo 15, aparece pela primeira vez o Tetragrama – “Yod, hei, vav,hei” – acróstico que significa “Aquele que foi, Aquele que é, Aquele que será” ou seja, O Eterno. Transliterado ao grego e ao latim como “Yaweh” esse acróstico deu origem aos nomes ( inexistentes) “Jehova” ou “Javé” e até ao absurdo de chamar a religião judaica de “Javismo”…

No capítulo 4. versículos 10 a 16, achamos interessante comentar o momento no qual Moisés tenta fugir da enorme responsabilidade que Ha Shem coloca nas suas costas, alegando ser incapaz de falar corretamente ( a expressão original na Torá – “kaved lashon” significa gago). A ira de Ha Shem contra Moisés, expressão utilizada no versículo 14, devemos considera-la como um aviso para cada um de nós pessoalmente, ao tentar fugir das responsabilidades que o Senhor coloca nas nossas mãos.
Adonai também nos dá a resposta, nos versículos 15 e 16 – caso não sejamos capazes, ou nos considerarmos insuficientemente preparados para assumir essas responsabilidades, procuremos o irmão que seja o nosso complemento, e juntos seremos capazes de realizar aquilo que Ha Shem determinou como nossa função no “tikun olam” – trabalhar para melhorar o mundo que habitamos, para a Sua Gloria !

Shabat Shalom !
Beer Sheba, Israel, Caf be Tevet 5776.
http://www.cafetorah.com/parashat-shemot/
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: